top of page

Tag Center chega ao mercado com objetivo de resolver problemas de comunicação conversacional

A startup é 100% customizável, com atendimento personalizado para se comunicar com o cliente como nenhum operador consegue fazer; Ela tem como público-alvo todos os segmentos de redes de franquias



O atendimento é a alma de qualquer negócio! Porém, é muito comum encontrar clientes insatisfeitos e um dos motivos pode ser a falta de treinamento para que o vendedor desempenhe um bom papel. Mas e quando o atendimento humanizado não consegue dar conta da demanda que recebe?

É com o objetivo de manter o relacionamento próximo entre empresa e cliente que acaba de chegar ao mercado a startup Tag Center para solucionar qualquer tipo de problema de comunicação. Responder na hora, com atendimento personalizado, no canal que o cliente preferir e estar 24 horas disponível é o que propõe a tecnologia criada.

Dentro desses problemas de comunicação, existe um ainda mais difícil: a personalização no atendimento. “É comum encontrar fluxos de atendimento, mas é muito difícil encontrar um sistema no mercado que tenha um atendimento personalizado de acordo com cada cliente e empresa”, avalia Rodrigo Xavier, CEO e fundador da Tag Center.

Uma empresa de alimentação possui uma comunicação diferente da empresa têxtil, que se diferencia para aquela que comercializa outros tipos de produtos. Cada uma tem seu estoque, seu segmento, seu jeito de se comunicar e atender, processos e equipes diferentes. Cada empresa é única e, por isso, precisa de uma ferramenta personalizada de acordo. E a Tag Center é customizável, foi criada com este princípio.

Marketing conversacional

Vamos a um exemplo, em uma pizzaria, o cliente entra em contato e pede uma pizza X. O atendente virtual completa o pedido, mas é necessário uma pessoa para colocar esse mesmo pedido no sistema de gerenciamento de vendas. Com a Tag Center, é tudo ligado e automático, conforme sai a venda, já é gerado o pedido e já é atualizado no estoque, no CRM e no ERP.

“Digamos que acabou a azeitona no estoque. Um chat comum continuaria a vender a pizza normalmente se não fosse a intervenção humana. Ao utilizar a Tag Center e integrar com seu controle de estoque, automaticamente o bot reconhece que não possui tal ingrediente e comunica o cliente. Ou seja, é o poder do marketing conversacional na personalização do seu atendimento”, diz o empresário.

Público-alvo

A Tag Center atua nos departamentos da empresa, inclusive o de vendas, independente do mercado de atuação, por isso ela contempla todos os segmentos do franchising. Todas as empresas precisam de processos, comunicação entre setores, relacionamento com o cliente e conexões com outros sistemas. A Tag Center resolve todos esses problemas.

No caso do franchising, a startup atua em diversas frentes como captação do lead por WhatsApp, qualificação automática, encaminhamento para o setor responsável e atualização nos sistemas de CRM, marketing, dentre outros com API. Já no departamento jurídico e de implantação, por meio da conexão entre ERP, CRM e WhatsApp, toda comunicação, envio de contratos e boletos podem ser realizados de forma automática no número do cliente.

Serviços oferecidos

Rodrigo lista os principais serviços oferecidos pela startup:

Tag API – é responsável por integrar sistemas. Ele foca na integração entre RD Station e WhatsApp, Protheus com RD, RD com Protheus e WhatsApp. A ideia é fazer o operador parar de perder tempo com vários sistemas, centralizar todas as informações em um só;

Tag Chat – esse micro SaaS é o chatbot, que vai muito além de um fluxo padrão. Com o Tag Chat é possível montar fluxos de atendimento personalizados e, inclusive, qualificar o lead e fazer o enriquecimento de dados ali mesmo, no WhatsApp;

Tag Script – Cada sistema requer um código específico, e a Tag Center utiliza uma linguagem universal e amigável, chamada de Jason, para que os códigos sejam o mais simples possível. Como a Tag Center foi criada pensando na personalização, é como se existisse uma programação simples em cima de outra bem complexa. Ou seja, linhas de código enormes foram simplificadas para que, em poucas palavras, o bot entenda uma ação, seja enviar uma mensagem, fazer uma pergunta, enviar um formulário, direcionar o lead para uma landing page ou qualquer outra ação.

Preço acessível

O foco dessa startup é transformar problemas em oportunidades de forma personalizada de acordo com as demandas da empresa. Atualmente, as empresas trabalham de duas formas, ou com um produto personalizado, mas com um valor muito alto, ou com pacotes muito fechados que acabam não resolvendo o problema das empresas.

Com a Tag Center a empresa tem um custo mínimo e o adicional pago pelo uso, ou seja, não precisa pagar equipe, estrutura, ferramentas, assim, possui uma ferramenta personalizada, da forma como queria, pagando somente pela demanda. “Possuímos uma tecnologia que, mesmo que esteja pronto, ainda pode resolver problemas complexos por conta da sua personalização. Um exemplo é a integração entre sistemas para comunicação assertiva. O sistema entende quais são os produtos em estoque, assim, caso o cliente peça algo com um ingrediente que não possui, o bot entende e avisa o cliente. Ou seja, totalmente personalizado. A ideia é solucionar problemas, sejam de integrações, vendas, processos, e assim, escalar negócios”, enfatiza o empresário.

A Tag Center disponibiliza planos acessíveis, desde gratuito com apenas um usuário e algumas funções; intermediário no valor de R$ 297,00 mensal. Há ainda o pacote mais avançado com mais funções, possibilitando adquirir pacotes adicionais.

A startup faz parte do grupo MW Brasil, detentora das redes de franquias Nutri+ Saúde Animal e Rural Pago. A ferramenta será lançada oficialmente na Expo Franchising ABF 2022 (de 22 a 25/06).

“Oferecemos muitas soluções e tecnologias que possibilitam criar conexões para permitir que negócios ganhem escala. A ideia principal da Tag Center é resolver problemas de comunicação conversacional e de sistema para permitir o máximo de fluidez para o cliente do nosso cliente, com o mínimo de atrito possível”, finaliza Rodrigo Xavier.

15 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page