top of page

Seis cuidados essenciais para manter a saúde dos cabelos coloridos ou com mechas

Luis Augusto, colorista do renomado RIRO Salon, no Jardim América, em São Paulo, revela truques infalíveis para garantir a saudabilidade dos fios, pré e pós-coloração




Luis Augusto, colorista do renomado Riro Salon, espaço de beleza idealizado pelo hairstylist Ricardo Rodrigues - Créditos: Divulgação


Mudar a cor dos cabelos é uma ótima maneira de dar um up no visual e valorizar, ainda mais, a autoestima e o autocuidado. A paleta de cores e tonalidades, que variam conforme a estação e as tendências do ano, ampliam ainda mais o interesse e o desejo em colorir as madeixas. Há quem marque presença no salão todo mês para esconder os temíveis fios brancos; ou os mais corajosos, que visitam o cabeleireiro para uma mudança radical de coloração e, até mesmo, quem nunca tingiu os fios, mas tomou coragem de arriscar e fazer algumas mechas. Dentre tantos motivos que levam as pessoas a pintarem os fios, uma coisa é certa: os cabelos coloridos exigem cuidados especiais para manter a saúde e a beleza dos fios tingidos, tanto antes, quanto depois do processo.

Seja uma mudança ousada de cor ou delicadas mechas para iluminar o rosto, colorir o cabelo demanda uma atenção a mais com os cuidados para manter os fios saudáveis. Ressecamento, perda de brilho, enfraquecimento dos fios e queda são as principais queixas de quem realiza esse processo. Foi pensando nisso que Luis Augusto, colorista do renomado RIRO Salon, espaço único de beleza idealizado pelo premiado hairstylist Ricardo Rodrigues e localizado no Jardim América, em São Paulo, lista, abaixo, seis dicas imperdíveis para ajudar a manter a saudabilidade dos fios coloridos. Confira:

1.Cuidados antes de colorir

Para quem vai colorir o cabelo, independentemente de ser pela primeira ou décima vez, ou se vão fazer apenas mechas ou tingir os fios como um todo, os cuidados pré-coloração são essenciais para diminuir os danos causados pela tinta. “A primeira dica é fazer uma boa hidratação ou até mesmo uma reconstrução capilar, indicada por um profissional. Além de ajudar na preparação do fio para receber a tinta, esse cuidado faz muita diferença na qualidade do resultado” sugere Luis.

2. Escolha da cor ideal

Segundo o colorista, é essencial realizar o procedimento com um profissional qualificado e de confiança, visto que é preciso fazer uma análise do cabelo antes da coloração,prestando atenção ao tipo de fio, se possui outras químicas e/ou tintura, visando estabelecer a melhor opção de produtos e tratamentos. “Para cada coloração, seja loira, ruiva, morena ou qualquer outra cor, são necessários cuidados específicos para cada tonalidade. Quanto mais clara for a cor da tintura, mais sensível é o fio, ou seja, exige mais atenção e manutenção” discorre o colorista.

3. Checklist da rotina capilar

Depois de escolher a cor ideal, é chegado o momento de listar os produtos indispensáveis para os cuidados no dia-dia. “A minha dica é usar um shampoo não adstringente e sem sulfato, visto que esses produtos tendem a promover uma limpeza mais profunda no cabelo, o que pode favorecer o ressecamento dos fios e desbotamento da cor”, explica o integrante do team Riro. Segundo o especialista, o combo essencial para as madeixas coloridas também inclui máscara hidratante e óleo capilar nos cuidados diários. “A hidratação é fundamental para garantir a saúde e a beleza dos fios. Cabelos coloridos exigem uma frequência maior de tratamentos e cuidados capilares, comparado aos cabelos sem tintura”, complementa.

4. Atenção à temperatura da água!

Além dos produtos específicos e hidratações, a temperatura da água na lavagem também faz diferença na saúde dos cabelos tingidos. “É preciso evitar lavar os fios com água muito quente, porque a temperatura elevada tende a deixar os fios mais sensíveis, danificando ainda os que têm coloração ou mechas”, discorre o hairstylist. Segundo Augusto, é recomendável utilizar o chuveiro com a temperatura entre fria e morna, para não prejudicar as madeixas.

5. Cuidado com o uso de ferramentas térmicas

Outra dica essencial para manter a saúde dos fios tingidos é tomar cuidado com ferramentas térmicas, como chapinha, babyliss e, até mesmo, secador. “A temperatura alta desses produtos é prejudicial para os fios, principalmente para os descoloridos, com mechas e coloração”, justifica. Caso seja essencial fazer uso deles, o especialista recomenda utilizar um protetor térmico antes do procedimento, visando proteger o fio das altas temperaturas, e evitar utilizá-los com muita frequência.

6. Manutenção da cor e hidratação

Durante os primeiros 15 dias da coloração, é o período em que os fios ficam mais sensíveis e, por isso, demandam mais cuidados e atenção. “Nesse período, o ideal é usar bastante óleo capilar para redobrar a hidratação e cuidado com o cabelo, já que a fibra está mais sensível”, explica Luis. “Após colorir o cabelo, é importante deixá-lo o mais natural possível e poupá-lo ao máximo. Até mesmo o uso de pente pode agredir os cabelos, então, prefira nesse período utilizar a escova para evitar o enfraquecimento”, complementa.

Além de todos esses cuidados, Luis Augusto ainda ressalta que é importante saber qual o período certo para realizar a manutenção da cor e a frequência de hidratação capilar. “O tempo ideal para o retoque de tintura é de 25 a 30 dias e para mechas é de quatro a seis meses. Além disso, hidratar no salão uma vez ao mês é indispensável”, finaliza o colorista.

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page