top of page

Ressaca é sinal de alerta para o organismo

Beber muita água, repousar e alimentar-se adequadamente são alguns dos cuidados para aliviar os sintomas





Você sabia que há um dia especificamente para se pensar sobre a ressaca? Pois é, existe no calendário uma data para lembrar ao mundo todo sobre os problemas da ingestão de álcool em excesso: 28 de fevereiro.


Desde o começo da humanidade, as pessoas consomem bebidas alcoólicas de diferentes maneiras e em diversas situações: seja em cerimônias religiosas, para lazer ou descontração.


Primeiro vamos entender o que é a ressaca?


A ressaca é o processo de desidratação do corpo. É o sinal que o corpo dá que a pessoa exagerou no consumo de álcool.


Sintomas


“Cansaço, fraqueza, sede, dor de cabeça e musculares, náusea, dor de estômago, vertigem, sensibilidade à luz e ao som, ansiedade, irritabilidade, sudorese e aumento da pressão arterial são alguns dos sintomas da ressaca”, Dr Rizzieri Gomes, médico cardiologista e especialista em melhoria da qualidade de vida.


Consequência


O Dr. Rizziero explica que quando o álcool cai no estômago, ele sofre um efeito de uma enzima álcool desidrogenase. Chegando no organismo, o fígado se torna um ‘agressor’, pois transforma o álcool em acetaldeído, uma substância altamente inflamatória, que altera o metabolismo da glicose, aumentando o risco de hipoglicemia, promovendo desidratação e inflamação em diversas partes do organismo. É importante ressaltar também, que o consumo frequente de álcool pode causar problemas como cirrose e alterações cardíacas.


Tratamento


Não há um tratamento contra ressaca e não existe dose segura para que não se tenha ressaca; ela depende da sensibilidade de cada um à substância. “A ressaca varia de pessoa para pessoa”, afirma o médico. “Algumas coisas podem ajudar, como evitar o consumo de bebidas alcoólicas em jejum e hidratar-se enquanto ingerir drinks com qualquer porcentagem de álcool na composição”, completa.


Duração


Quem está de ressaca quer se livrar da sensação rapidamente. A fraqueza, cansaço e enjoo desestimulam as pessoas a cumprir qualquer tarefa, mesmo as mais simples. Mas a recuperação depende muito das enzimas do fígado na metabolização do álcool. E isso vai de organismo para organismo. “Demora até cinco dias para o organismo metabolizar toda essa substância tóxica do corpo”, confirma o Dr Rizzieri.


Dicas para se recuperar da ressaca


· Repousar;

· Hidratar-se vigorosamente;

· Não jejuar;

· Alimentar-se com comidas mais leves, pois os ricos em gordura podem piorar os sintomas;

· Tomar remédio sintomáticos como analgésicos e para náuseas e vômitos.


Mitos e verdade sobre a ressaca


· Mito: tomar café ou tomar banho, podem prevenir ou curar uma ressaca.

· Fato: a única maneira de evitar completamente uma ressaca é não beber álcool ou reduzir ao mínimo sua ingestão. Não há cura para a ressaca além do tempo.

· Mito: a ordem das bebidas afetará a ressaca.

· Fato: geralmente, quanto mais álcool uma pessoa bebe, pior será a ressaca, independente do que a pessoa beber ou da ordem de ingestão.

· Mito: Tomar uma bebida alcoólica pela manhã após uma noite de bebedeira ajuda a evitar a ressaca.

· Fato: a única maneira de curar a ressaca é dar tempo para o organismo se livrar das toxinas e isso só acontece dando tempo ao tempo. Mas tomar muita água ajuda.

16 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page