top of page

Melasma não tem cura, mas tem silenciamento

Dra. Lissandra Negrini, especialista na disfunção da pele dá dicas e desmistifica a condição que afeta 35% das mulheres brasileiras



Dra. Lissandra Negrini


Reconhecido por causar manchas escuras com distribuição bastante característica – principalmente na região da face, o melasma normalmente acomete a testa, têmpora, nariz, bochechas e supralabial do rosto. Pesquisa do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele mostra que 72,5% da população brasileira não utiliza protetor solar diariamente, e 80% dos entrevistados não soube dizer qual seria a frequência de reaplicação e quantidade ideal para garantir proteção. 


De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD),estima-se que o melasma atinja cerca de 35% das mulheres adultas no Brasil. “Embora não tenha cura, pode ser amenizado com alguns cuidados, que devem ser mantidos para que as manchas não voltem a aparecer. Em um país miscigenado como o Brasil, o índice tende a ser alto, já que as mulheres com fototipos intermediários são as mais afetadas”, diz a farmacologista e cosmetologista, Dra. Lissandra Negrini.


A especialista explica que o melasma não tem cura mas pode ser silenciado. É uma disfunção na pigmentação da pele que resulta na concentração de melanina em algumas regiões do corpo e acaba afetando a qualidade de vida das mulheres. Pessoas de pele morena e negra, além de asiáticos e latinos, têm maior predisposição a encarar esse desconforto.


“O melasma geralmente aparece entre 25 e 40 anos em mulheres, apenas 10% dos homens são acometidos por ele. É importante frisar que a gravidez não é responsável pelo surgimento das manchas, por uma questão hormonal o processo apenas é acelerado, desde que já haja uma predisposição.”, fala Lisssandra.


Além disso, ela reforça que luzes artificiais de ambientes fechados e de dispositivos eletrônicos (celulares, tablets, microondas) também têm sua parcela de culpa, mas o grande vilão do melasma é o sol. Usar protetor solar adequado todos os dias, além de seguir o tratamento durante o ano todo, especialmente durante o inverno em que as mulheres relaxam por ter menos sol, irá reduzir as manchas.


Dra. Lissandra preconiza três produtos para o silenciamento do melasma, são eles: as cápsulas clareadoras, o sérum clareador e o filtro solar físico. "Cada um tem uma função específica e essencial. As cápsulas são parte do tratamento de dentro para fora, sem elas não existe melhora. Já o sérum é usado à noite e possui componentes específicos para as manchas, quando associados ganham mais força para silenciar o melasma. Chamo isso de ação sinérgica. E por último, mas não menos importante o protetor solar físico, também conhecido como protetor solar natural que cria uma "barreira física na pele", onde o raio solar incide e é absorvido por uma molécula e libera energia na forma de calor para neutralizar a radiação", explica a especialista.


Os itens para o tratamento de melasma poem ser encontrados no e-commerce da Dalissa.


18 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page