top of page

Empreendedorismo feminino: passo a passo para acessar a linha de crédito Desenvolve Mulher

Engenheira química procurou a Desenvolve SP para financiar laboratório em Ribeirão Preto; saiba o passo a passo para conseguir crédito e alavancar os negócios.






 

Mulheres administradoras de micro, pequenas e médias empresas dentro do estado de São Paulo contam com crédito pré-aprovado de até R$ 200 mil da Desenvolve SP, agência de fomento vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

 

As linhas Desenvolve Mulher e Desenvolve Mulher Sustentável estão ainda mais atrativas para a empreendedora que deseja alavancar seus negócios. O Banco Central reduziu a alíquota da taxa Selic (taxa básica de juros da economia), que caiu 0,5 ponto porcentual, saindo de 11,25% para 10,75% ao ano.

 

Como a Selic influencia outras taxas de juros do país, por exemplo as de empréstimos e financiamentos, sua variação pode aumentar ou diminuir os valores das parcelas cobradas de quem buscou crédito no mercado.

 

Outro atrativo das linhas voltadas ao empreendedorismo feminino é a possibilidade de as empresárias usarem, em capital de giro, até 30% do total solicitado para compra de equipamentos ou para reforma do comércio os da empresa, por exemplo.

 

Desde a criação das linhas Desenvolve Mulher e Desenvolve Mulher Sustentável, em março de 2023, o total em créditos liberados para estas modalidades chega a R$ 5,7 milhões.

 

INOVAÇÃO

 

A engenheira química Sabrina Ciane, CEO da startup Biosab Leveduras - localizada em Ribeirão Preto, na região central do estado de São Paulo -, procurou a agência de fomento paulista para financiar a criação de um laboratório que produz leveduras para a indústria cervejeira. O projeto da empreendedora recebeu créditos da Inovacred. “Como o projeto é inovador, pegamos a menor taxa desta linha. Nenhuma outra fonte foi tão atrativa. Tive todo o suporte da agência na solicitação”, disse a empresária.

 

COMO A EMPREENDEDORA PODE SOLICITAR CRÉDITO DA DESENVOLVE SP?

 

Pré-requisitos

 

Inicialmente, a empreendedora precisa ter um CNPJ, não pode ser um Microempreendedor Individual (MEI) e o faturamento anual de sua empresa deve ser acima de R$ 81 mil e não ultrapassar R$ 300 milhões. A empresária deve ter pelo menos 1 ano de faturamento, e faturamento mínimo de R$ 81 mil no ano anterior.

 

Documentos

 

De forma automática, sem que a empreendedora precise anexar os documentos, os analistas da Desenvolve irão consultar e verificar as certidões da empresa. Por isso é importante que a empresária saiba o que deve estar em dia para que as etapas do processo de aquisição do empréstimo avancem mais rapidamente. Entre esses documentos estão, por exemplo:

 

- Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União negativa ou positiva (CND): Esse documento atesta a ausência de débitos ou pendências financeiras, previdenciárias ou tributárias. Antes de solicitar a CND, é aconselhável fazer uma revisão interna para garantir que todos os impostos, taxas e contribuições estejam em dia. Se a certidão indicar algum débito, regularize a situação o mais rápido possível e, em seguida, solicite a certidão novamente. Clique aqui e se informe mais sobre a CND no canal da Desenvolve SP no Youtube.

 

- Certificado de Regularidade do FGTS (CRF): A certidão do FGTS também pode ser chamada de Certidão Negativa de Débitos da Previdência Social. Ela serve para comprovar que uma determinada empresa está cumprindo suas obrigações em relação ao recolhimento mensal do Fundo de Garantia de seus colaboradores. Para consultar ou emitir o documento a empreendedora deve acessar o portal da Caixa, entrar na área do FGTS (Benefícios e Programas) e selecionar a opção Consultar CRF. Lá será solicitado o CNPJ da empresa. Clique aqui e saiba mais nas nossas redes sociais.

 

- Pendências no Cadin Estadual - O Cadastro de Inadimplentes do estado de São Paulo reúne informações sobre empresas que possuem dívidas com órgãos públicos estaduais. Para saber mais sobre o Cadin, acesse o vídeo explicativo na página da Desenvolve SP no Youtube.

 

Direto no site e sem intermediários

Como o processo de pedido de crédito não necessita de um intermediário, o primeiro passo da empreendedora é acessar o site da agência. Não é necessário abrir uma conta bancária.

 

Capital de Giro ou Investimento?

Há duas finalidades de financiamento: capital de giro (que é um fôlego do caixa para o dia a dia dos negócios), e investimento (ampliação, modernização, aumento da capacidade produtiva, novas plantas, relocalização de empreendimentos). Após entender o que se encaixa melhor à sua necessidade, a empresária deve começar o processo de solicitação do empréstimo. Para entender com mais detalhes a diferença entre o capital de giro e o investimento, acesse aqui o nosso canal no Youtube e assista ao vídeo explicativo.

 

Passo a passo

Após acessar o site da Desenvolve SP, a empreendedora deve seguir alguns passos para que a proposta chegue aos consultores e comece o processo de análise.

1º Clicar em “solicitações online”

2º Clicar em “Cadastrar" e preencha os dados indicados.

3º Escolher capital de giro ou investimento

4º Após receber uma senha de acesso, modificá-la para ter uma definitiva e personalizada; na sequência, acessar novamente

5º Clique em “Solicitar”

6º Preencha os campos solicitados e salve o pedido.

 

Acompanhamento On-line

O acompanhamento do pedido de empréstimo é feito on-line, basta clicar em “Minhas solicitações. Para mais detalhes de todo o processo de solicitação, acesse:

16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page