top of page

Empreendedora abandona carreira para investir no mercado pet

Carolina Vaz se inspirou em sua cachorrinha para criar a Dog's Care



De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o Brasil possui a segunda maior população de cães, gatos e aves canoras e ornamentais do mundo, além de ser o terceiro em população total de pets. Sendo assim, a procura por produtos voltados para a saúde dos animais, cuidados estéticos e alimentação acaba sendo alta, e, consequentemente, faz com que o mercado pet fature cada vez mais.


“Como os brasileiros passaram mais tempo em casa, reduziram os passeios por conta das restrições, acabaram interagindo mais com os seus pets e mudando os hábitos de higiene e isso fez com que a necessidade de consumo dos produtos voltados para higiene e bem estar dos cães e gatos aumentasse nesse período”, explica Carolina Vaz, fundadora da Dog´s Care. No mercado desde 2006, a marca surgiu por conta de uma necessidade da Jully, uma cachorrinha geniosa da raça Lhasa Apso, mascote da Carolina.

Depois de viver o caos com o cio de 60 dias da Jully por conta do quadro de ovário policístico, a solução foi adaptar uma fralda de bebê para resolver o problema. “Apesar de ter dado certo, depois de algumas tentativas, dava muito trabalho cortar e acertar o local certo com a anatomia ideal para ela”, afirma Carolina. Foi então que depois de muitas pesquisas, ela percebeu que não existia no mercado fraldas exclusivas para pets, e que o produto poderia ainda ajudar outros tutores que passam pela mesma situação e sofrem com o xixi fora do lugar e demarcação de território.

“Larguei o sonho dos concursos públicos depois de me formar em Direito e foquei na ideia da fralda para pets, então fiz diversas pesquisas, conversei com diversos especialistas da área, até conseguir chegar no resultado ideal, ou seja, um produto feito especificamente para os cachorros, que não incomoda ou causa qualquer desconforto”, diz a empreendedora.

De 2004 a 2006, eles focaram no desenvolvimento do produto - desde os componentes até as embalagens. “Ouvimos críticas de pessoas que nos achavam malucos por querer fazer fraldas para cachorros”, afirma Carol, que usou suas economias de R$ 30 mil para desenvolver e patentear as primeiras fraldas. Para poder se dedicar totalmente ao novo negócio, ela largou o emprego e foi atrás de petshops para ver se eles topariam vender sua criação.

Apesar de ter aprovação das lojas, o produto não foi recebido como o esperado. “Os consumidores não entendiam qual era a função das fraldas”, conta Carol. Nesta época, a empresa produzia cerca de 3 mil unidades por mês, que acabavam acumulando no estoque. “Tivemos que trabalhar na divulgação e fazer demonstrações para que as pessoas entendessem a utilidade”. A medida deu certo e eles conseguiram aumentar as vendas.

Mesmo com todas as dificuldades no início do negócio, em pouco tempo a Dog´s Care conseguiu se firmar no mercado e passou a investir em outros produtos como coletor de fezes biodegradáveis, feitos com plástico que levam apenas 18 meses para se decompor na natureza, se degradando em qualquer situação, e os tapetes higiênicos.


“Com o tempo fomos descobrindo o que os consumidores buscavam e como poderíamos inovar diante de tantos produtos e marcas do setor, resolvendo problemas dentro de casa na convivência com os nossos pets.”, aponta Carolina. A marca registrou crescimento de 40% no comparativo com o ano passado e ainda lançou neste ano duas novas linhas voltadas para os cuidados diários com os pets. Os produtos levam em sua composição nanotecnologia: óleo de camomila nanoencapsulado, Nano Hydrate - blend de óleos vegetais, D-Pantenol e Carvão Ativo.

Como o pioneirismo se tornou a marca registrada da Dog´s Care, a empresa resolveu apostar em produtos diferenciados este ano, fruto da relação estreita que mantém como é o caso do creme dental com carvão ativado, que se tornou uma febre entre os humanos e agora promete conquistar os tutores apaixonados por cachorros. “Queremos tornar cada vez mais harmoniosa a relação entre pessoas e cães, e para isso, consideramos importante investir em tecnologia de ponta e em matérias-primas de primeiríssima qualidade, sempre atenta com o que está em alta no mercado, tanto no segmento pet como também em relação aos humanos”, finaliza a empreendedora.

60 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page