top of page

Conheça Alexandrine Brami, a francesa que resolveu empreender no Brasil

Atualizado: 30 de jun. de 2022

Especializada em treinamentos, e-learning e comunicação digital, esteve à frente de diferentes empresas e iniciativas em prol da educação no Brasil, no ano passado em meio a pandemia fundou a Lingopass




Foto divulgação: Alexandrine Brami CEO da Lingopass


Professora e Pesquisadora em Ciências Políticas, Alexandrine Brami é uma francesa que chegou ao Brasil em 2002 para trabalhar como professora universitária em uma missão de seis meses que se prolongou para quatro anos e está no Brasil até hoje.


Durante a pandemia muitas empresas fecharam as portas, mas diferente dessas empresas em julho do ano passado Alexandrine Brami, CEO da Lingopass, decidiu empreender devido a uma necessidade de querer permanecer no Brasil e com isso uniu-se a outras mulheres.


"O diferencial do Brasil é o abraço em todos os sentidos, você se sente acolhido, celebrado, isso foi algo que me fez ficar no Brasil", ressalta Alexandrine.


Segundo a empreendedora 52% dos alunos Lingopass, são mulheres, para ela, mulheres que possuem mais de um idioma conseguem alcançar oportunidades de trabalho com mais facilidade, sendo um diferencial competitivo para cargos maiores.


Mas, o que é a Lingopass?


Para quem não sabe, a Lingopass é uma plataforma de capacitação de idiomas 100%, online com foco corporativo que já formou mais de 25 mil alunos, criada em julho de 2021 traz experiências de 14 anos de trabalho na área de formação online e idiomas, formada por 4 founders, dos quais 2 são mulheres, apoiados por um time composto por 50% de mulheres, todas engajadas em capacitar profissionais de todas as áreas para que possam alcançar a fluência em inglês, espanhol e francês em tempo recorde.


O objetivo da plataforma é capacitar em até dois anos qualquer pessoa, independente da classe social, sendo os principais idiomas: inglês, espanhol, francês e português para o mercado latino-americano.


Com professores on-line, vídeo-aulas, uma sala virtual aberta das 08h às 21h, atividades, workshops, debates, sessão de meditação, onde a plataforma também busca se adaptar ao perfil de personalidade de cada aluno.

"É muito mais do que aprender idioma, é contato com cultura, entendimento de orientação de como montar um currículo ou participar de um processo seletivo em inglês ou em outros idiomas, é gestão de produtividade, como se organizar melhor para aprender", Alexandrine Brami CEO da Lingopass.


Educação com empregabilidade


A Lingopass possui parcerias com ONGS onde é feita uma seleção para oferecer bolsas de estudos a pessoas de baixa-renda com o objetivo de capacitá-las e também inseri-las no mercado de trabalho.


"Quantos jovens de comunidade falavam que não conseguiam aprender inglês, mas com o nosso método de ensino eles viram que eram capazes", enfatiza Alexandrine.

218 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page