top of page

Como trabalhar em Home Office e ser menos estressante e mais produtivo

Madalena Feliciano da dicas de como ternar o home office mais produtivo e saudável




Foto divulgação: banco de imagens


Estressados e cansados, trabalhadores precisam tornar o ambiente remoto um ambiente que prioriza não só a produtividade, mas também a saúde mental. O home office é uma modalidade de trabalho que foi pivô da remodelação do mercado de trabalho em tempos de pandemia. Desse modo, traz diversos benefícios, como a flexibilidade e, tendo em vista o momento de crise sanitária que está imposto, também uma maior segurança para a saúde de todos. Apesar disso, como nem tudo são flores, o home office é, do mesmo modo, uma modalidade que dispõe de muitos desafios que podem comprometer a saúde mental dos trabalhadores. Por isso, é essencial a sua melhoria. De acordo com a gestora de carreira e especialista em RH, Madalena Feliciano, “o trabalho remoto gera uma rotina de problemas caseiros que podem atrapalhar a produtividade do colaborador”. Problemas com vizinhos, filhos que exigem atenção e até mesmo campainha tocando, podem ser motivos de desconcentração. Com tantos conflitos, o resultado acaba não sendo muito produtivo, o que preocupa as empresas. Devido a isso, a diretora da Outliers Careers, Madalena, elaborou algumas dicas de como tornar o home office um ambiente mais leve, buscando a proximidade ao trabalho presencial: Determine uma rotina. Estabeleça horários fixos para parar de trabalhar, acordar, dormir, fazer refeições, descansar... Por estar em um mesmo ambiente, costuma-se misturar vida pessoal e profissional;

Converse mais com seus colegas de trabalho. A sensação de pertencimento ajuda a manter a conexão e a desviar dos sentimentos de isolamento, o que pode ajudar quem precisa de apoio;

Proponha encontros online. Organizar um café no fim da tarde ou uma noite de jogos, mesmo que por videochamada, poderá aliviar as tensões do dia-a-dia. “Uma boa forma de lembrar do happy hour”, explica Madalena;

Separe o espaço domiciliar do espaço de trabalho. Caso contrário, sua organização e foco serão prejudicados. “Trabalhar na cama pode ser bastante confortável. Tanto, que deixa de ser trabalho. Separe os ambientes e terá um home office muito mais produtivo”, alerta a especialista;

Faça acompanhamento psicológico. Trabalhadores que cuidam da saúde mental têm o desempenho melhorado. Desse modo, é indispensável um cuidado que leva em conta os problemas psíquicos. O ambiente de trabalho deve sempre ser agradável. Todavia, por mais que na teoria o trabalho remoto seja um ambiente mais confortável, ele deve sofrer alguns ajustes, para poder se adequar à rotina de trabalho. Madalena reforça ainda que com a imunização se tornando mais real a cada dia, espaços de coworking e trabalho compartilhado se tornam, assim, também uma realidade. “Aqueles trabalhadores autônomos que não conseguem, mesmo com as dicas, produzir em casa, encontrar um ambiente compartilhado pode ser uma boa opção”, finaliza Madalena Feliciano.

13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page